Análise Sintática – Como funciona? Explicação com Exemplos

análise sintática nada mais é que o estudo das palavras que compõem uma frase. Entender esses componentes é fundamental para o estudo da nossa língua e seu entendimento.

Portanto, se está interessado em aprender com detalhes os itens que compõem uma frase, leia esse artigo completo.

Veja a seguir todos os detalhes da análise sintática – o que é e como fazer.

O que é análise sintática

Como já dito, a análise sintática é o estudo dos itens quem forma uma frase. Ou seja, é a forma de deixar com a frase se apresente de forma lógica, não sendo apenas um conjunto de palavras sem nexo.

Além disso, nesse estudo também são analisados itens de coesão e coerência textual. E mais, as conjugações dos verbos e os tempos verbais.

Itens que serão analisados:

– Oração: O que será analisado é o conjunto de palavras que se relaciona com o verbo principal;

– Período: É a quantidade de orações, ou frases, englobadas. Os períodos podem ser simples ou compostos;

– Sujeito: É de quem se está falando na frase. O sujeito de uma frase pode aparecer de cinco formas: simples, composto, indeterminado, oculto ou ser uma oração sem sujeito;

Ex: Mariana pegou a peteca.

O sujeito da frase é Mariana, e este é um sujeito simples.

Já na frase:

Ex: Mariana e Manoela andaram de bicicleta.

O sujeito será composto, pois existem dois núcleos a quem estamos referindo a ação andar de bicicleta.

E mais, a frase ainda pode aparecer sem sujeito nenhum, como se vê no exemplo a seguir.

Ex: Está muito calor hoje.

– Predicado: São as especificações que são impostas ao sujeito. O predicado poderá ser: nominal, verbal ou verbonominal;

Entender o estudo de uma frase poderá ser crucial para a educação de uma criança. É nesse período de transformação, é a forma correta de falar e formar as frases serão determinadas para a vida.

Por isso tamanha a importância de conhecer a análise sintática, o que é e como fazer.